quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

CANDIDATOS A QUÊ ???

POR FCP1893



Ontem assistimos a um jogo de futebol, Feirense-FC Porto.
O que seria um jogo normal, acabou por tornar-se num jogo que nos disse muita coisa, que nos fez (pelo menos a mim) compreender muita coisa.
Aquilo que seria apenas e só mais um jogo de futebol, acabou por ser muito mais que isso.
Então vamos lá …

Agora mais a frio, daí que ontem também eu não tenha ido às “entrevistas rápidas” ...
Para começar não gostei do jogo, não gosto daqueles jogos em que as equipas chamadas mais pequenas aos 20 minutos de jogo já estão a fazer antijogo ... atiram-se para o chão, simulam lesões, choram, gritam … por nada.
Não é que já não estejamos habituados a tudo isto, para nós não é novidade, faz parte da nossa forma de vida.
Então o jogo.
Campo complicado, relva ( ao que me disseram ) demasiado alta, chuva persistente, terreno enlameado ... bom e concluindo, tudo a proporcionar um jogo difícil … e foi mesmo difícil.
No cômputo geral, acho que foi uma exibição mais de garra do que classe, também são precisas estas exibições, nestes campos e contras estes “adversários” ( ontem por exemplo, jogámos contra 2 equipas ). Uma primeira nota para o Felipe, o Felipe tem de parar para pensar ... sabe que os Padres estão pressionados pelo Regime ... e a continuar assim vai somar mais algumas expulsões, ainda que injustas e encomendadas ... como foi o caso da de ontem em que joga só a bola no lance em que acaba expulso. Quanto à expulsão não vou mais longe,  se compararmos com aquela jogada a meio da 2ª parte em que o jogador do Feirense (Tiago Silva), esse sim poupado ao 2º amarelo, a expulsão do Felipe é claramente uma encomenda de alguém. Quanto à exibição do FCP, o Felipe por esse motivo e o Corona pelos motivos que aponto há muito tempo, foram duas cartas fora do baralho, percebo que o Corona ande algo afetado por motivos pessoais, mas o FCP precisa dele no seu esplendor, no seu máximo das potencialidades enquanto jogador, não podemos ter um Corona com tantos períodos de intermitência. Não pressionámos muito o jogador adversário, e ontem vejam lá lembrei-me do Herrera e a falta que fez naquele meio-campo. Permitimos que o Feirense trocasse com algum à vontade a bola entre si e permitimos 1 golo quase de amadores, não podemos estar tão descontraídos e não atacar a bola nestes lances.

Na 2ª parte tentámos fazer diferente e a espaços conseguimos, as entradas de Oliver e Soares espevitaram a equipa um pouco mais. E conseguimos o golo da vitória numa enorme entrada do Felipe, como é um jogador diferente quando se preocupa apenas em jogar e não inventar. E vencemos, vencemos com justiça mas sem grande brio, também não interessa, dizem os entendidos que é nestes jogos assim que se ganham campeonatos … embora eu continue a achar que não o somos.
Quanto à arbitragem ... este é o homem do "aguenta ... aguenta ... aguenta " e está tudo dito.
Dúvidas de quê ? Do que escrevo ? Ele ontem fez o favor de dizer ao que anda. Arbitragem vergonhosa e que errou sistematicamente contra o mesmo e nalguns lances deu a entender até que seria muito mais que o erro.
Se não foi peço desculpa ao senhor árbitro, mas que deu essa ideia lá isso deu.
Errou diversas vezes e em 90% das situações contra o FCP ... 2º amarelo poupado a Tiago Silva no decorrer da 2ª parte, expulsão e não amarelo para aquela entrada assassina sobre Brahimi, penalti sobre Marcano não assinalado ... VAR onde andavas e afinal para que serves mesmo ??? Falta não assinalada sobre Soares e duplo erro neste lance, amarelo mostrado a Soares. 2º amarelo inexistente para Felipe ... entrada normal e no máximo dos máximos seria apenas e só ... falta. E terminou a sua "excelente" arbitragem com aquele livre contra o FCP no final do jogo, num lance que seria lançamento ... ninguém percebeu ... talvez apenas e só o Padre Veríssimo o tenha percebido, na sua ânsia de tentar que o Regime tivesse aquela réstia de esperança ... oh perdão, o Feirense chegasse ao empate. É por tudo aquilo a que assistimos ontem em terras de Santa Maria que continuo a achar que não somos candidatos ao título, como escrevo mais atrás ... os Padres, o Cartilheiro-Mor, o Regime ... no seu denominador comum, o Polvo não deixa que lutemos com as mesmas armas que os nossos adversários !!!
Assim foi no passado, assim continua a ser no presente, e tudo perante a complacência de quem manda.
Este é o estado do futebol português, que alguns ( e sabemos agora os porquês dessa defesa acérrima ) defendem ... Pobres cartilheiros que encomendaram a alma a estes Padres !!!
Bastou ouvi-los ontem ( na tvi, na sic, na cmtv ) enquanto decorria o jogo Benfica-Sporting, os comentários, as dúvidas, as análises aos diversos lances … cada vez mais tudo se encaixa perfeitamente e harmoniosamente naquilo que tem sido denunciado.
Termino como comecei em título … CANDIDATOS A QUÊ ??? ( por favor, quem souber que responda ).

1 abraço, FCP1893

Enviar um comentário
>